9-1-1 é produzida por Ryan Murphy, e é uma das maiores apostas da Fox.


Séries procedurais ainda fazem muito sucesso e um reflexo disso são os índices de audiência nos EUA. Se trata daquela famosa produção no estilo “caso da semana”. Isso se deve ao fato desse tipo de produto ser mais descompromissado, não precisando necessariamente ter assistido os episódios anteriores. A mais nova aposta da Fox que segue esse estilo é 9-1-1.

Esse gênero ganhou bastante atenção depois de Law & Order, aclamada série de Dick Wolf. Depois disso apareceram fenômenos como CSI, NCIS, House, entre outras... Acompanhar soluções de crimes ou problemas médicos se tornou um passatempo adotado por diversos telespectadores que apenas querem um passatempo. Porém, como seriador árduo, notei que esse gênero vem se desgastando e faltava uma série pra preencher esse vazio criativo. Por isso 9-1-1 me chamou tanta atenção.

Produzida por Ryan Murphy - mente por trás de séries como Glee, American horror story, American Crime Story e Feud - 9-1-1 conta a história de bombeiros, policiais e uma atendente do 911 - Uma espécie de 190 dos EUA - que trabalham na cidade de Los Angeles. O elenco é um show, contando com nomes como Angela Basset (de Pantera Negra), Connie Britton (de Nashville) e Peter Krause (de Six Feet Under).



Trama dinâmica e bons personagens.


Logo no primeiro episódio já temos uma prévia do que veremos durante o restante da temporada, quando somos apresentados a casos angustiantes, como o de um bebê entalado numa tubulação de água. É uma série dinâmica, tensa e extremamente bem escrita, ao decorrer de cada episódio acompanhamos vários casos diferentes. Alguns puxados pro drama, outros que servem como alívio cômico, mas sempre bem encaixados e suficientes para prender nossa atenção.

Aqui fica evidente um aspecto que Murphy sempre prioriza em suas produções: Seus personagens. Ele sabe que uma história bem contada tem sempre bons personagens em seu centro. E em 9-1-1 eles são falhos, cometem erros e têm dramas pessoais que nos aproximam, fazendo com que queiramos saber mais sobre aquela pessoa. Como é o caso da policial com problemas bem reais no casamento, ou a atendente que doa sua vida para cuidar da mãe doente. Nesse quesito, Ryan sempre mandou bem. Um exemplo disso é o casal problemático Tate e Violet (de American horror story) que até hoje é lembrado pelos fãs.


Se você quiser assistir uma série diferente que consegue abordar temas importantes e problemas reais, ao mesmo tempo que entretém com uma trama muito bem construída e personagens cativantes, recomendo 9-1-1. Ela não foge dos clichés, e também não é revolucionária dentro do gênero, mas traz novas abordagens e uma roupagem que prende a nossa atenção e se torna uma ótima diversão semanal. Ryan Murphy entregou a série procedural que precisávamos.

Ela já foi até renovada para uma segunda temporada! :)