Com elenco de peso, o filme "Quase Memória" estreia dia 19 de Abril


O novo longa de Ruy Guerra, "Quase Memória", é baseado na obra  best-seller do jornalista e escritor Carlos Heitor Cony. A adaptação conta com Tony Ramos, João Miguel, Mariana Ximenes e Antonio Pedro no elenco.

Com um tom de comédia, o roteiro escrito por  Guerra, Bruno Laet e Diogo Oliveira, se inspira nas histórias vividas pelo pai de Cony, um homem que acreditava em tudo o que fazia e convencia todos a sua volta que era tudo verdade.
 É na originalidade da figura do pai que se encontra a universalidade deste personagem: o pai excêntrico e louco em sua coragem diante da vida, a um só tempo, único e universal - o pai dos desejos de todos. Em seu descompromisso com o real e sua fragmentação imagética, toda memória transforma, reinventa, reescreve. Toda memória é uma quase memória – ressalta o diretor Ruy Guerra.

O filme conta a história de Carlos (interpretado por Charles Fricks e Tony Ramos) que se encontra consigo mesmo em um desdobramento do tempo, o Carlos jovem está diante do esquecimento de Carlos velho. Até que um dia, entre as lembranças e esquecimentos de suas memórias, eles recebem um estranho pacote que só poderia ter sido enviada por seu pai, morto há anos, um homem genialmente louco que sempre criou situações inusitadas.

Confira o trailer:

[embed]https://youtu.be/v5uxROcwT-M[/embed]

 

-


Ficha técnica:

Diretor - Ruy Guerra
Produtora - Janaina Diniz Guerra
Baseado no romance de Carlos Heitor Cony
Roteiro - Ruy Guerra, Bruno Laet e Diogo Oliveira
Diretor de Fotografia - Pablo Baião
Diretor de Arte - Marcus Figueiroa
Produtor Associado e Diretor de Produção - Fernando Zagallo
Produtora Executiva - Gisela Camara
1º Assistente de Direção -Dandara Guerra
Produtor de Elenco - Fabio Meira
Som Direto - Evandro Lima
Figurino - Tatiana Rodrigues
Maquiagem - Lucila Robirosa
Produtores Associados -J. Sanz Produção Audiovisual, Zaga Filmes, Tacacá Filmes
Uma produção Kinossaurus Filmes
Coprodução: Globo Filmes
Patrocínio: BNDES, FSA, Petrobras, Eletrobras, Riofilme, Oi Futuro, Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro
Filme realizado utilizando recursos do Fundo Setorial do Audiovisual/ Ancine
Apoio: Polo Audiovisual de Barra do Piraí
Ano: 2015
Gênero: dramédia
Classificação: 12 anos