É bem mais que um Black Mirror gourmet, ok?


[caption id="attachment_2864" align="aligncenter" width="473"] O futuro está aí, já pensou nele?[/caption]

Hoje irei falar Electric Dreams a mais recente adaptação baseada em contos do aclamado escritor Philip K. Dick.


Quem é Philip K. Dick?



Antes de falar sobre a série, vamos conhecer um pouco mais sobre o autor, preparados para uma carteirada?


PKD foi um dos principais escritores de ficção científica do século passado, ganhou o Prêmio Hugo de melhor ficção científica em 1963 por The Man in the High Castle -que também ganhou uma ótima adaptação para televisão.


Ele é um dos autores mais adaptados para o cinema e TV, porém, as grandes adaptações com base em suas ficções só foram lançadas após sua morte, obras como O Vingador do Futuro, Minority Report, O Homem Duplo, Agentes do Destino e talvez a mais famosa de todas que é o Blade Runner que ganhou uma adaptação dirigida por Ridley Scott.


Um ponto em comum nas obras de PKD é que todas tentam trazer uma ideia de como o autor imaginava o futuro, sempre distópicos e focando na natureza do comportamento humano.



A série que vai fazer você questionar seus pensamentos e memórias


Agora, depois de toda a palestra, chegamos ao assunto principal desse post, Electric Dreams.


Um dos principais dons do PKD é fazer o leitor/espectador questionar se o que os seus personagens estão “vivendo” algo real ou não.


Como uma antologia, cada episódio da série apresenta um enredo novo sempre trazendo temas filosóficos e mostrando como a natureza humana se torna flexível com a influência da tecnologia. “Real Life” é um bom exemplo disso, a trama do episódio se desenvolve ao redor das lembranças dos protagonistas e cria narrativas pessoais para ambos, que depois de toda a vivência descobrimos quem os dois são o mesmo indivíduo, e que ele está preso em uma simulação, e o clímax maior surge quando o próprio personagem passa a questionar sua existência e se suas memórias são reais.


Em outros episódios são trabalhados outros aspectos da natureza humana, como a ética em “The Impossible Planet” ou o egoísmo gerado pela industrialização de “Autofac”.



Um elenco do excepcional


A produção conta com um elenco de peso, tendo atores já conhecidos pelo grande público como Bryan Cranston, Vera Farmiga, Richard Madden, Janelle Monáe e Terrence Howard e Steve Buscemi que conseguem transmitir todos os conflitos humanos e suas reações perante as novas condições mostradas ao decorrer da série.


Electric Dreams tem ótimas ferramentas para criarmos nossas avaliações sobre nós mesmos e sobre os possíveis rumos da sociedade atual.


[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=rvwS1bo0fu4[/embedyt]


A série tem os 10 episódios disponíveis no serviço streaming Amazon Prime Video.