Quando nos conhecemos... várias vezes!


Hoje falaremos sobre o filme “When We First Met”, dirigido por Ari Sandel, lançado em fevereiro na Netflix. Você já sentiu que ficou andando em círculos em um assunto? Ou como a famosa expressão ‘nadou, nadou e morreu na praia”? Noah fez isso!

Noah Ashby é um personagem interpretado por Adam Devine, que conhece Avery Martin (Alexandra Daddario) e simplesmente se apaixona com ela. De cara, é possível ver que eles não combinam em nada! E ela não sente a mesma coisa por ele, justamente por não combinarem..

Mas, por um acaso da vida, Noah entra em uma cabine fotográfica que possui um feitiço do tempo, e ele volta no tempo em que Avery ainda não o conhece, então o personagem fica em um eterno looping tentando conquista-la já sabendo das coisas que ela gosta, mas mesmo assim, sempre estraga tudo e precisa entrar na cabine novamente.

 

[caption id="attachment_3808" align="aligncenter" width="777"] Noah e Avery na cabine fotográfica.[/caption]



[aleta spoiler]


Chega em um momento do filme, em que ele a conquista e se torna outra pessoa pra isso acontecer, mas como sabemos que nada forçado prevalece, ele percebe com o tempo que o sentimento de Avery por ele não é amor porque Avery é apaixonada por um amigo seu chamado Ethan, que é tudo a ver com ela desde o inicio do filme, e ele [Ethan]  também é apaixonado por ela.

Noah decide aceitar o curso da vida, melhorar a vida de todos, vai até a cabine fotográfica e volta no tempo, para que tudo ocorra naturalmente e que os dois, Avery e Ethan, que se amam, possam ficar juntos. Ainda mais, descobre uma paixão pela irmã de Avery, Carrie, que é reciproca e nos dá uma baita lição:

Não adianta tentarmos manipular pessoas, sentimentos são sempre sentimentos e são incontroláveis. Noah podia ter evitado tudo isso se ele entendesse que nem tudo o que queremos é pra ser! No fim, ele acabou mais feliz, sendo ele mesmo, não precisando vestir uma imagem que não cabia nele, e apaixonado por Carrie, quem esteve ali na frente dele o tempo todo, e ele não notou!

 



 

Não seja Noah!