"Já pensou nisso uma vez: como se sua vida estivesse sendo manipulada?"


[caption id="attachment_3517" align="alignleft" width="211"] Cartaz "O Show de Truman"[/caption]

Não sei pra vocês, mas pra mim, não há nada melhor que algo que nos faça refletir, pensar, filosofar. O cinema tem esse poder, isso é um fato. Quem nunca terminou de assistir um filme e ficou parado por uns 20 segundos olhando pra tela e pensando sobre o que acabou de ver? Pois bem, "O show de Truman" é minha sugestão de hoje, amanhã e sempre pra você e explicarei o porquê.

O filme é uma comédia dramática de 1998 dirigida por Peter Weir e brilhantemente interpretada por Jim Carrey no papel principal de Truman Burbank.

Truman é um homem que leva uma vida perfeita na ilha de Seahaven. Ele tem um emprego bom, uma esposa carinhosa, um melhor amigo de infância e uma boa condição financeira. Tudo estava em ordem até que alguns acontecimentos estranhos passam a ser percebidos por Truman. Inquieto e despertado, ele começa questionar sua realidade, e ao longo do filme, acaba descobrindo que sua vida INTEIRA, desde o nascimento, é um show de TV. Sua vida INTEIRA foi manipulada, dirigida e transmitida 24 horas por dia durante 7 dias por semana em rede nacional.

Vários aspectos fazem o longa ser incrível. Ele consegue trabalhar um tema intenso com tom suave, consegue ser cômico mesmo em momentos aflitos, e o melhor, permite várias interpretações. A primeira que veio imediatamente a minha mente foi a relação com O Mito da Caverna de Platão.

[caption id="attachment_3518" align="alignright" width="300"] Filósofo grego Platão.[/caption]

O Mito da Caverna de Platão é uma das alegorias filosóficas mais conhecidas do mundo. Essa alegoria fala sobre prisioneiros acorrentados dentro de uma caverna. Eles são condicionados a olhar para sombras projetadas nas paredes, e como não conhecem o mundo exterior, tomam elas como a realidade sobre o mundo. Um dia, um prisioneiro escapa e consegue, com muita dificuldade, ver o mundo exterior e constatar que tudo o que ele passou a vida inteira tomando como verdade, era uma ilusão.

Percebeu a relação com o filme?


Seahaven é a caverna de Truman, onde lhe é apresentado um mundo ilusório. As correntes são o medo e a insegurança que ele enfrenta na busca pela verdade. Truman, quando começa a questionar o mundo ao seu redor e busca pela verdade, torna-se o prisioneiro que consegue escapar. E o mundo real é a verdade que Truman busca.

Assim, temos as principais reflexões que o filme nos proporciona: Questionar sobre o que é apresentado, sendo inquietos e determinados quando algo nos incomoda; se libertar da confortante ilusão, das sombras; e, mesmo que difícil, buscar ser iluminados pela luz que a verdade proporciona.

Encerro esse texto fazendo um convite para que assista o filme. Depois, conte-me quais foram as suas reflexões, e bom, “se por acaso não nos virmos, bom dia, boa tarde e boa noite".

Confira o trailer:

[embed]http://https://www.youtube.com/watch?v=7O7phwapT3k[/embed]