Filmes Stop-Motion que merecem ser assistidos por todos os públicos!


Para quem não conhece, Stop-Motion (do inglês que significa movimento parado) é uma técnica de animação fotograma a fotograma (ou quadro a quadro) com recurso a uma máquina de filmar, máquina fotográfica ou por computador. Os cineastas utilizam diversos materiais para dar vida a técnica, dentro das mais comuns estão a madeira e a massa de modelar.


A técnica ‘’Stop Motion’’ é muito conhecida e famosa hoje em dia. Ela possui todo um charme que as diferenciam dos métodos mais comuns que existem por ai; diversas grandes produções acaba que por usar ela como forma de filmagem (ou melhor, fotografia). O primeiro realizador e um dos pioneiros dessa técnica foi Mélies na sua obra ‘’Viagem a Lua’’ de 1902. Foi assim que ele conseguiu criar o efeito do foguete a aterrar na lua.


Cada segundo de um filme usando a técnica, são necessárias aproximadamente 24 quadros (frames), dependendo do processo são tiradas até 600 fotos ou mais dos artistas. Mas o resultado final sempre vale muito a pena, rendendo ao telespectador um show de imagens à se apreciar. Com certeza essa é uma das técnicas e formas mais belas de se criar, dentro do universo audiovisual.


Vamos então à nossa lista para você não ficar de fora e perder nenhuma dessas obras primas:



#1 Estranho Mundo de Jack




Um dos exemplares mais conhecidos do gênero, sendo quase que obrigatório de se assistir tanto no halloween quanto no natal, o clássico, O Estranho Mundo de Jack. O filme narra uma fantasia sombria sobre uma Cidade do
Halloween, habitada por diversos tipos de monstros, que resolvem incorporar o natal.

A animação é dirigida por Hery Selick, com roteiro e produção de Tim Burton. Para quem quer entrar e se habitar um pouco mais no mundo do stop-motion, essa obra é praticamente obrigatória. Para se ter uma ideia do quão complicado é produzir um filme stop-motion, só para a cabeça do protagonista do filme, Jack Skellington, foram usadas cerca de quatrocentos moldes que permitiam a expressão de uma variedade de emoções.


#2 James e o Pêssego Gigante



Outro filme e clássico das sessões da tarde, dirigido por Henry Selick com produção de Tim Burton, é James e o Pêssego Gigante. Numa mistura o cinema live-action (com atores reais) e as técnicas de animação stop-motion, a história conta as aventuras de um garoto órfão, que sofre na mão de terríveis guardiãs.


Logo, ele acaba criando uma amizade com insetos que habitam um pêssego gigante, embarcando em uma jornada alucinante. Quando James adentra o pêssego, a narrativa abandona o live-action e vira uma animação, algo espetacular e revolucionário na época de seu lançamento.




#3 A Noiva Cadáver


  Apenas pela estética e visual, já sabemos que se trata de outro filme assinado pelo Tim Burton, só que desta vez ele assumiu o cargo de Diretor, junto de Mike Johnson. A Noiva Cadáver possui uma estética que lembra bastante O Estranho Mundo de Jack, contando a história de um vivo que pede uma morta em casamento sem querer. Outro clássico recomendado para se assistir em época deHalloween. A animação também foi indicada ao Oscar.


 

 

 

#4 A Fuga das Galinhas




Um dos estúdios mais conhecidos e especializados na técnica stop-motion é o britânico Aardman Animations, que começou produzindo curtas para a TV. Entre os sucessos do estúdio, está o clássico Fuga das Galinhas, animação em stop-motion que conta a história de um galinheiro situada em uma fazenda Inglesa na década de 1950.

Uma das galinhas, Ginger, sonha com a liberdade e planeja sair voando dali junto com suas companheiras, em uma aventura inédita e repleta de momentos marcantes cheia de ação. Fuga das Galinhas foi o primeiro longa-metragem do estúdio.

 

 

#5 Coraline e o Mundo Secreto




Adaptando o livro de Neil Gaiman, o filme Coraline e o Mundo Secreto é dirigido por Henry Selick, que já apareceu algumas vezes aqui em nossa lista.

O filme ousa em sua proposta, trazendo uma narrativa docemente infantil e assustadoramente macabra, sobre uma garota que acaba parando em uma realidade alternativa de seu mundo, onde seus pais contam com botões no lugar dos olhos.  O filme recebeu diversas indicações, e é extremamente elogiado.

 

 

#6 Frankenweenie



Frankenweenie é um filme animado americano, dirigido pelo já presente aqui na lista, Tim Burton, lançado em 2012. É um remake do curta metragem homônimo de 1984. O longa-metragem ousa com sua proposta preto e branco, apostando em uma mescla de comédia e terror.


O filme narra a história de Victor Frankenstein, um garoto que perde seu cão Sparky num acidente de carro. Após seu professor de ciências ensinar sobre bioelectricidade, Victor tenta trazer Sparky de volta à vida. O experimento funciona, mas acaba causando uma série de confusões em sua cidade, e agora o menino precisa provar que Sparky continua sendo o cachorro bonzinho de sempre.


 

 

#7 ParaNorman




ParaNorman é uma animação que aposta em seu drama, comédia e terror. Produzido pelo famoso estúdio Laika e lançado em 17 de agosto de 2012. O filme narra a história de um menino de 11 anos chamado Norman Babcock que passa a maior parte dos seus dias apreciando detalhes de filmes de terror e estudando crenças sobre fantasmas.

Norman tem uma habilidade um pouco peculiar, de ver e falar com os mortos, como a sua amada avó. Durante o longa metragem seu tio Prenderghast se comunica com ele para dizer que a maldição de uma bruxa centenária vai se realizar, e apenas Norman pode detê-la. Repleto de cenas engraçadas, mesclando com o suspense, o filme consegue te prender do inicio ao fim.

 

 

#8 Wallace & Gromit: A Batalha dos Vegetais




Vencedor do Oscar de melhor animação, A Batalha dos Vegetais é mais um stop-motion dos estúdios Aardman, explorando uma nova aventura para os dois personagens títulos, ambos que já são ícones da cultura popular.

Wallace & Gromit já passaram por quatro curta-metragens e dois longas, sendo personagens bastante icônicos das animações stop-motion. O longa metragem é repleto de ação e cenas icônicas. Com certeza esse é um stop-motion que merece está na sua lista.

 

 

#9 Mary e Max




Mary and Max, uma animação feita em claymation (uma das formas do stop-motion, focada em massinha de modelar), que conta a tocante história entre a amizade de uma garota australiana e um senhor ancião judeu, ambos com vidas dificultosas e aflitas, que passam a se corresponder quase que pelo acaso, por meio de cartas.

A animação toca em diversos pontos filosóficos no decorrer da trama, abrangendo até temas sombrios, como o suicídio, sendo um expoente do quão versátil e encantador o gênero stop-motion pode ser. Tá ai, uma recomendação para adultos não botar falhas.

 

 

 

#10 O Fantástico Sr. Raposo




A animação é do diretor Wes Anderson, sendo amplamente elogiada e reconhecido como um dos marcos do gênero, uma experiência visualmente aconchegante. Cheia de criticas sociais e lições de vida.

O longa metragem nos entrega uma história charmosa e encantadora de uma Raposa e sua família tentando encontrar um rumo na vida, quando o pai da família resolve voltar aos seus dias de crime para roubar galináceos de fazendas vizinhas. Mais do que recomendado, o filme acaba se tornando uma obrigação de se assistir, para quem admira a técnica stop-motion e uma boa história.

 

 

# Menção honrosa ‘’A Festa do Monstro Maluco’’


Um dos exemplares mais antigos da técnica de animação, Festa do Monstro Maluco é um filme de 1967, dirigido por Jules Bass. A história narra o Barão Frankenstein reunindo diversos monstros em seu castelo para anunciar seu sucessor.

O filme se tornou um clássico, ainda que sua popularidade não seja mais a mesma hoje em dia, o visual stop-motion das diversas criaturas presentes no filme é capaz de impressionar.