Dirigido por duas mulheres, "A Noiva do Deserto" chega ao streaming


O cinema latino americano brilha mais uma vez. Aclamado e revelado ao mundo no Festival de Cannes de 2017, "A Noiva do Deserto" encanta pela sua sensibilidade. O filme nos coloca dentro da vida de Teresa, interpretada brilhantemente por Paulina Garcia. Uma senhora que, ao longo de 20 anos, trabalhou sempre na mesma casa como empregada doméstica ajudando a criar os filhos de uma família rica de Buenos Aires.

Quando a família decide vender a casa, ela perde o emprego e fica sem rumo. Depois de uma nova oferta de emprego, ela tem que se mudar para uma cidade no interior. No caminho, esquece a bolsa dentro do trailer de Gringo (Claudio Rissi), um vendedor ambulante. Após reencontrá-lo, eles iniciam uma jornada em busca da bolsa perdida.

[embed]https://youtu.be/zpEvHQgGFxA[/embed]

É nessa jornada que nos descobrimos todos os aspectos da vida de Teresa, o porquê de tanta tristeza em seu olhar, quais são suas motivações e toda intensidade que os personagens carregam dentro de si. Intensidade que foi dosada plano a plano pela dupla de diretoras Cecília Atán, conhecida por “Tese Sobre um Homicídio”, e Valeria Pivato, que foi assistente de direção em “Leonera”.

Protagonismo feminino é claro e fica mais evidente quando vemos a grandiosidade da obra, que em suma é simples, mas que nos ganha na beleza e na riqueza dos detalhes. Apaixonante.

SERVIÇO

Classificação Indicativa: 12  anos
Itunes: R$ 19,90 (Venda) R$ 11,90 (aluguel)
Now: R$ 14,90 (aluguel)
Google: R$ 29,90 (Venda) e R$ 9,90 (Aluguel)
VivoPlay: R$ 11,90 (aluguel)