Após 16 anos, HBO não é mais a líder de indicações ao Emmy, nesse ano temos uma nova empresa mais indicada: Netflix.


No último dia 12 foram anunciados os indicados ao 70th Primetime Emmy Awards, a maior premiação da TV. Muitas séries que eram dadas como favoritas estão na lista, assim como alguns azarões. Um exemplo disso é a indicação para 'Stranger Things', que teve uma temporada bem mediana e mesmo assim foi indicada. Talvez isso seja a demonstração de força da Netflix, que nesse ano teve 112 indicações, contra 108 da HBO, que liderava esse hanking há 16 anos. Talvez, o canal premium não tenha mais o mesmo apelo que o serviço de streaming tem. Ou não.

Recentemente é comum você entrar numa sexta-feira na Netflix e perceber que MUITAS produções foram adicionadas. E muitas vezes, a maioria são originais Netflix. Aliás, no ano passado saiu uma notícias de que o serviço queria 700 produções originais em 2018. Agora o público atingido é bem maior, e a variedade de conteúdo também aumenta a rentabilidade. Eu mesmo, às vezes paro e fico pensando em quando vou assistir os lançamentos, e como tem vários a cada semana, essa tarefa tá bem mais difícil nos últimos meses.

Quantidade é qualidade?




É claro que toda essa produção e compras de direitos autorais em massa refletiria nas premiações. E nesse ano a Netflix vem em peso pro Emmy, com surpreendentes 112 indicações. Porém, o que esse tanto de indicação quer dizer? Uma série muito indicada é a melhor, ou apenas um bom uso dos milhões investidos?

Os números mostram que a Netflix está na frente nas indicações, mas suas séries não estão entre as mais indicadas. O ranking de indicações ficou assim:

  • Game of Thrones - 22 indicações;

  • Saturday Night Live - 21 indicações;

  • Westworld - 21 indicações;

  • The Handmaid’s Tale - 20 indicações;

  • The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story - 18 indicações;

  • Atlanta - 18 indicações.


Podemos ver então que mesmo que o serviço de Streaming esteja na frente, suas séries não estão. Isso porque diferente da HBO, por exemplo, eles não focam numa única produção para fazê-la dar lucros futuramente. A HBO mostra que com suas principais séries, ela consegue levar até o topo do mundo. Um investimento que em breve dará bons frutos, um exemplo disso são os spin-off de 'Game of Thrones' que já estão em produção. Eles valorizam tanto o produto que acabam vendendo ainda mais.

Analisando dados.




Bom, comparei as categorias num todo quando mostrei os números de indicações. Mas, agora vou fazer diferente, irei analisar as principais categorias e ver o real impacto da Netflix nelas. Aliás, é valido lembrar que nenhuma série da Netflix jamais ganhou o prêmio de melhor série dramática.

As indicadas de melhor série dramática são:

  • The Americans (FX)

  • The Crown (Netflix)

  • Game of Thrones (HBO)

  • The Handmaid’s Tale (Hulu)

  • Stranger Things (Netflix)

  • This Is Us (NBC)

  • Westworld (HBO)


'The Crown', para mim, é a grande obra prima da Netflix, e é merecido que esteja aí. Porém, se analisarmos bem, vamos ver que as chances do serviço de streaming nessa categoria são pífias. Afinal, 'The handmaid's tale' vem de uma temporada badalada, e de uma vitória no Emmy passado. 'This is us' tem um ótimo nível de aceitação e credibilidade, além de estar batendo vários recordes de audiência. E por fim, pra completar as favoritas, temos 'Westworld', uma série que explodiu cabeças e ainda está na boca do povo. É, nessa categoria, acho que a Netflix não vai se dar muito bem.

Mais dados.


Categoria melhor comédia:

  • Atlanta (FX)

  • Barry (HBO)

  • Black-ish (ABC)

  • Curb Your Enthusiasm (HBO)

  • GLOW (Netflix)

  • The Marvelous Mrs. Maisel (Amazon)

  • Silicon Valley (HBO)

  • Unbreakable Kimmy Schmidt (Netflix)


Nessa categoria, a Netflix tem mais chances por ter a badalada 'GLOW', uma comédia que chegou sem fazer barulho e acabou nas graças do público e crítica. Porém, como concorrente temos 'The Marvelous Mrs. Maisel' que vem embalada com um Globo de ouro. Uma 'Curb Your Enthusiasm' que teve um revival com bastante fôlego, e uma 'Atlanta' cheia de Hype e chegando como favorita. Ou seja, muito provável que essa também não seja a categoria que a Netflix vai "chegar chegando".

Melhor Minissérie:

  • The Alienist (TNT)

  • The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story (FX)

  • Genius: Picasso (National Geographic)

  • Godless (Netflix)

  • Patrick Melrose (Showtime)


'Godless' realmente chegou fazendo bastante barulho, mas o Emmy faz jus ao seu apelido de "Oscar da TV", e assim como a premiação de cinema, o Emmy também vai bastante pelo hype e sucesso da produção. Portanto, nesse caso a nova temporada de 'American Crime Story' sai na frente. Porém, não podemos esquecer também da ótima 'Patrick Melrose'. Podemos concluir que essa categoria é onde a Netflix pode se sair melhor.

Agora, melhor telefilme:

  • Fahrenheit 451 (HBO)

  • Flint (Lifetime)

  • Paterno (HBO)

  • The Tale (HBO)

  • Black Mirror: USS Callister (Netflix) 


Nessa categoria, não podemos negar que o telefilme com mais conhecimento do público é o episódio de 'Black Mirror'. E mesmo não tendo tanta aceitação do público e crítica, ele pode sair vencedor por seus concorrentes não terem tanta divulgação quanto ele. Porém, temos 'The Tale' que pode ganhar e levar mais esse prêmio pra HBO. Essa categoria pode dar um Emmy para a Netflix, mas também pode destruir sua noite ao fazê-la iniciar a premiação com derrota.

17 de setembro.




Mas deixando todas as minhas especulações de lado, vamos ao fato de que a Netflix está produzindo MUITO mais do que seus rivais. Seguindo a lógica, ela deveria ter bem mais distância da HBO no número de indicações, e pelo menos alguma série sensação que pudesse roubar a cena. Talvez por esse ser o primeiro ano dessa produção em massa, eles tenham selecionado uns projetos mal desenvolvidos. E espero que no futuro essa que eu chamo de "tática Netflix" comece a dar mais certo, para que assim a competitividade entre os produtores desse tipo de conteúdo aumente, pois com isso nós, apreciadores de séries, ganhamos demais.

Agora é só esperar até o dia 17 de Setembro para sabermos os vencedores e se a "tática Netflix" vai fazer algum efeito. Ou talvez nós veremos mais uma vez algum streaming menor ganhando o prêmio principal e os canais de TV seguindo com sua soberania.