Sobre rodas traz uma mensagem linda e uma grande lição de vida.


O filme Sobre Rodas do diretor Mauro D’Addio conta a história de um menino de 13 anos que após sofrer um acidente fica tetraplégico, afastado da escola 1 ano ele volta aos estudos e com uma rotina bem diferente já que agora tem a companhia da sua cadeira de rodas, mas ele faz amizade com uma menina que sonha em conhecer o pai, então a aventura começa quando os dois decidem fugir juntos para tentar encontra-lo.

O filme passa uma mensagem linda e uma grande lição de vida, impossível assistir esse filme e não se emocionar.


Sobre Rodas - Crítica Sem SpoilerGostei muito da amizade que os protagonistas passaram nas cenas, uma simplicidade e companheirismo, Lais interpretada por Lara Boldorini é uma jovem determinada, doce e generosa, a mesma não tem o apoio da família em sua realização que no caso é encontrar o pai, mas continua com essa chama ardendo em seu coração.

Lucas (Cauã Martins) tem um sonho em voltar a andar, já que sua paixão sempre foi futebol, e sabemos disso porque aparece nas primeiras cenas antes do acidente como ele era.

Ele tem uma certa frustação no decorrer do filme por saber que sua vida agora é outra, seus pais parecem trata-lo como um “bebê” e isso não o agrada nem um pouco, já que a baixa autoestima está ao seu lado. Mas podemos ver o seu comportamento mudar quando ele conhecer a história de Lais.

 

O filme captou algo inovador, o protagonista não é o coitadinho por sua situação. Ele é aventureiro, e mostra em todas as cenas o quanto ele é normal. O diferencial desse filme é que, para Lucas a palavra “Não consigo” não existe.

As atuações são boas, mas poderiam melhorar. Alguns atores em algumas cenas passam algo forçado. Fiquei um pouco perdida em algumas partes. As crianças têm um longo trabalho pela frente, mas vi que estão no caminho certo.

O filme tem menos de 90 minutos de duração, mas é gostoso de assistir, a história em si é emocionante.


Confira nossas críticas!