Leia a nossa analise do filme Fora de Série


 

Quem era você no E.M? O dedicado que sentava na frente e era o puxa-saco do professor, aluno nota 10 ou aquele que sentava no fundão, fazia bagunça, e os professores ficavam doidos com vocês?


Eu não te contarei qual deles eu era, mas posso te dizer que Amy (Kaitlyn Dever) e Molly (Beanie Feldstein) com certeza eram do primeiro grupo, e isso se torna um pesadelo quando descobrem que na verdade, muitos dos alunos que elas achavam ser bagunceiros, também estão indo para as melhores universidades do país.


Fora de Série - CríticaA princípio "Fora de Série" parece ser mais um dos muitos filmes hollywoodianos que já existem na mesma temática. Como claramente as duas personagens principais serem as nerds que se destacam por suas esquisitices e melhores notas. O garoto que espera ser o par romântico é o descolado, popular e bonitão. Festas americanas e os professores que motivam os alunos, mas na verdade não vê a hora de se livrar deles.


(Quantos filmes te veio a cabeça agora só com essas descrições?).


No entanto tem alguns pontos neste longa que se destacaram na obra de uma forma muito gostosa e natural que me fizeram gostar ainda mais dele.


E o primeiro deles é a inclusão completamente natural das temáticas LGBT+. Na realidade, eu mal vejo a hora em que esses detalhes, como inclusão social e representatividade, não precise mais ser destacados, pois serão temas completamente normais. Mas sim, no filme, a forma como eles incluem sem precisar forçar, questionar ou fazer piadinhas, foi trabalhada de forma excelente.


O segundo é a questão da sexualidade, que em grande parte dos filmes são exploradas de uma forma muito "pornográfica". E até mesmo precoce em casos de filmes mais juvenis, no entanto nesse filme, eles apresentam a temática dizendo: "Ei, tudo bem se você não transou ainda! Sem pressa! Cada um no seu tempo.", é mais sutil, mas se você prestar bem atenção, vai notar.


Fora de Série - Crítica

O terceiro é a desmistificação de que só porque o aluno é mais "bagunceiro" ou aparentemente não é tão dedicado não vai ter um "futuro na vida", e isso foi a parte mais legal. Temos muitos filmes "clássicos" nessa temática, que reforça aquilo que só o aluno nerd consegue passar na melhor faculdade, ter o melhor emprego, o melhor salário, quando na verdade sua inteligência não está ligada exatamente ao fato de você ser o aluno mais comportado da sala, ou ao fato de que só porque você vai a festas, sai com os amigos, de repente, você é um "zero a esquerda", quando na verdade uma coisa não tem nada a ver com a outra.


No demais, o filme vai te fazer dar altas risadas, e pode entrar para sua lista de "filmes de High School que eu vou assistir um zilhão de vezes".


 

Confira nossas críticas!


Acompanhe o Pipocando Notícias ♥


Facebook


Instagram


YouTube