Marianne nova série de terror da Netflix é tão boa quanto A Maldição da Residência Hill.









Marianne traz algo que muitas crianças já passaram em sua infância. Quem nunca viu ou sonhou com o “bicho papão” quando mais novo? Porém, no nosso caso, não passou de “imaginação infantil”, ou será que algo foi real?









Brincadeira de criança nunca é só brincadeira





Marianne aborda um tema que fez (e ainda faz) parte da infância de muitas crianças. Muitas vezes os relatos feitos por crianças para os adultos não passam de “imaginação”. Na maioria das vezes as crianças não são levadas a sério por terem uma “imaginação fértil”, mas e se não passar apenas de uma imaginação?





Eu mesmo, em minha infância passei por diversas situações onde tive que encarar sozinho, pois para a família, era tudo imaginação. Claro que cada um tem a sua crença, religião, ou nenhuma delas, mas existem coisas em que sabemos diferenciar a imaginação da realidade. Em muitos momentos que passei em que todos encaravam apenas como “imaginação”, ninguém sabia o que eu realmente estava passando ou enfrentando.





A série traz uma personagem que agora adulta, terá que enfrentar seus demônios da infância, ou melhor, MARIANNE. E assim como na realidade, para as pessoas, a história não passa apenas de imaginação ou loucura.









O desafio de Emma ...









Marianne nova série de terror da Netflix é tão boa quanto A Maldição da Residência Hill.

Emma (Victoire Du Bois) é uma escritora de sucesso, famosa por escrever livros de terror. A garota na infância sofria com pesadelos onde era atormentada por uma bruxa: Marianne. E a única forma que achou para vencer essa bruxa, foi criar a personagem Lizzie Larck e escrever tudo o que passou, até o momento em que consegue se livrar da bruxa.







Carreira crescendo a cada dia, afastada da família e sem muitos amigos, Emma tem ao seu lado apenas a sua assistente Camille (Lucie Boujenah) que a acompanha em todas suas apresentações e sessões de autógrafos.





Porém, em certa sessão de autógrafos, Emma recebe a visita inesperada de uma amiga de infância, que não vê a mais de quinze anos. Carol diz a escritora que a mesma precisa voltar para a cidade de Elden, pois sua mãe diz ser a Marianne e quer conversar com a escritora. Emma de início ignora, mas devido a certo acontecimento se vê obrigada a voltar para sua cidade, para enfrentar seu maior demônio de infância.









Terror francês é bom?





A série não enrola para desenvolver sua história. De início já nos apresenta o enredo, e vai nos apresentando os fatos no decorrer dos episódios. Não precisa se preocupar em ficar com dúvidas referente aos acontecimentos, tudo que é apresentado é esclarecido, sem deixar pontos sem resoluções.





Impossível você assistir Marianne e não se perder no clima de terror e suspense que a série apresenta. Você se envolve com a história, com os personagens e com todo clima apresentado. De forma incrível a produção acerta em cheio, consegue criar diversas situações que te deixa aflito, agoniado e com medo. Marianne inferniza aos personagens com sucesso, e quando você menos espera, está infernizando você também.





A atriz Victoire Du Bois (Emma) traz um trabalho excelente, e consegue levar a série adiante te entregando todas as emoções necessárias. A sintonia que todo o elenco que a série tem, seja entre os personagens, a história ou todo o suspense, não deixa a desejar com um resultado satisfatório. E claro, como toda história de terror, não podemos deixar de lado a trilha sonora que é ESSENCIAL para criar o clima certo. E nessa produção, tudo se acerta em cheio.









Por ser uma produção Francesa, eu não botei muita fé na série. Mas Marianne conseguiu me surpreender em todos os aspectos, uma série incrível e bem desenvolvida. Assim, me alegro por mais produções como essa ou A Maldição da Residência Hill.









Trailer






https://www.youtube.com/watch?v=Wl-j899vwrc








Já que os filmes de terror e suspense vem deixando a desejar e caindo cada vez mais no clichê, Marianne nos mostra que ambos os gêneros ainda estão vivos e que ainda temos muito o que ver. Só precisamos das pessoas certas para produzir.









Confira nossas críticas!





Acompanhe o Pipocando Notícias ♥





Facebook





Instagram





YouTube