Indicado ao Oscar 2020, THE CAVE estreia na National Geographic

THE CAVE, DOCUMENTÁRIO QUE CONCORRE AO OSCAR® 2020, ESTREIA NA NATIONAL GEOGRAPHIC


Do renomado cineasta Feras Fayyad - duas vezes indicado ao Oscar® pelo filme “Last Men in Aleppo” - chega à programação da National Geographic em 3 de fevereiro, às 21h, The Cave, um relato comovente e cheio de coragem, resiliência e solidariedade. O filme é considerado um dos melhores do ano pelos veículos New York Times, Los Angeles Times, National Public Radio e The Washington Post.

O documentário narra a história de uma Síria devastada pela guerra, onde a segurança e a esperança se encontram embaixo da terra, em um hospital subterrâneo chamado “The Cave”. Ali, uma jovem pediatra, Dra. Amani Ballour, oferece esperança e tratamento a crianças e civis doentes e feridos da região da Guta Oriental. Em uma sociedade patriarcal e conservadora, que desvaloriza a mulher, a doutora Amani frequentemente é tratada com hostilidade por homens que se recusam a vê-la como uma médica capacitada. Mas ela não se deixa intimidar e dentro da “The Cave” junto com outras mulheres reivindicaram seu direito de trabalhar em pé de igualdade com seus colegas homens. Ali, arriscam a própria vida para salvar os pacientes e encontrar maneiras de sobreviver em um mundo de crueldade, injustiça e sofrimento. Para a doutora Amani e suas colegas Samaher e doutora Alaa, a batalha que lutam não é só pela sobrevivência, mas também para manter sonhos e esperanças para seu país e para as mulheres.


"Como cineasta sírio, cumpri minha missão jogar luz sobre o povo sírio e as atrocidades que continuam a ser cometidas na minha terra hoje", disse o diretor Feras Fayyad. "Na Dra. Amani eu vi esperança enquanto testemunhei seu desafio de ir contra os estereótipos e preconceitos que governam a nossa sociedade ao mesmo tempo em que atendia pacientes nas circunstâncias mais terríveis. Sua história precisa ser contada e sou grato à National Geographic por disseminá-la”.


Um relato de coragem, resiliência e solidariedade.