BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou

"BABENCO – ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER PAROU" CONQUISTA PRÊMIO DE MELHOR DOCUMENTÁRIO NO FESTIVAL INTERNACIONAL DE MUMBAI, NA ÍNDIA



"BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou", de Bárbara Paz, acaba de conquistar mais um prêmio no Festival Internacional de Cinema de Mumbai, na Índia. O longa foi premiado como Melhor Documentário. O festival é o mais importante na indústria mundial do cinema indiano. O cônsul do Brasil em Mumbai Guilherme Patriota foi receber o prêmio pelo filme.

O documentário traça um paralelo entre a arte e a doença de Babenco. O filme revela medos e ansiedades, mas também memórias, reflexões e fabulações, num confronto entre vigor intelectual e a fragilidade física que marcou sua vida.


BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou


"BABENCO – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: Parou" estreou mundialmente no Festival de Veneza, aonde conquistou o Leão de Ouro, e teve sua primeira exibição no Brasil na 43ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, sendo um dos cinco selecionados para a exibição especial no Theatro Municipal de São Paulo. O longa também foi exibido no Festival de Mar Del Plata (Argentina), no Festival do Cairo, no Festival Maranhão na Tela, no Fest Aruanda, no Festival de Havana, no Festival do Rio e no Festival de Tiradentes. O documentário é uma produção HB Filmes e produzido por Bárbara Paz.


O longa chega aos cinemas do Brasil 09 de abril.