Dolittle - Crítica

Comédia remake de Dr. Dolitlle de 1998 decepciona em seu desenvolvimento


O longa Dolittle, feito para arrancar risos do público, teve orçamento e de peso, sobretudo, o filme acaba sendo uma grande decepção. O filme conta resgata a história do icônico Dr. Dolittle, desta vez vivido por Robert Downey Jr.

Ainda de luto pela morte da sua esposa, Dolittle decide se excluir da sociedade e viver em uma casa no meio do mato, em contato apenas com seus animais com quem tem o dom de conversar. Quando de repente um garoto com um animal ferido aparece lhe pedindo a ajuda, além de uma menina que o procura para salvar a vida da jovem rainha da Inglaterra. O que parecia ser uma premissa interessante, misturando aventura e humor se perde em um emaranhado de acontecimentos mal desenvolvidos.





O filme é totalmente fantasioso e tem partes bem desnecessárias, como uma cena que ele vai ajudar um dragão e acaba fazendo um procedimento que beira ao ridículo. E o que era para ser um filme hilário, como foi o interpretado por Eddie Murphy, acaba pecando na apelação de um humor forçado, tornando um filme cansativo até para o seu público alvo: as crianças.


Remakes novamente em cheque


Com essa febre de remakes e reboots que estão sendo lançados, o público já torce o nariz com as expectativas já criadas e já depositadas em não ferir ou estragar a obra original. Em sua versão de 1998, o personagem Dr. Dolitlle é completamento o oposto, bem mais engraçado e cativante até mesmo pelas caricaturas de Murphy, resultado que você não vê durante todo o remake.

Neste remake, particularmente, dava pra se acreditar em algo bom até pelo grande elenco escalado que conta com Emma Thompson, Tom Holland, Rami Malek, Selena Gomez, Ralph Fiennes, Octavia Spencer, John Cena, vai ser um filmaço daqueles que você diz: "ual! não estava esperando por isso". Ok, a história em si não é algo surpreendente, mas é poderia ser quando você olha para as peças que tem.





E por falar em peças, vamos falar sobre Robert Downey Jr.! O ator deixou muito a desejar, sem carisma nenhum a impressão é de que parece até que ele está sendo forçado a interpretar esse papel, em muitas cenas ele nem ao menos tenta ser divertido. Alerta: você sai do cinema tentando entender onde está toda aquela autenticidade de Robert que foi ofuscado, pasmem, pelos animais criados por computação gráfica.



Vale minha pipoca?


Dolittle é um filme não recomendado para assistir no cinema. Veja no streaming, na programação da sua televisão quando estiver zapendo. Mas não gaste o dinheiro da sua pipoca, vai dar sono, pelo menos em casa você já tá quentinho no seu sofá.