Cigarro do Crime - expõem relação do contrabando de cigarros ilegais com o crime organizado no Brasil

Novo documentário expõem relação do contrabando de cigarros ilegais com o crime organizado no Brasil

O que está por trás de um “inofensivo” produto ilegal comprado a preços extremamente baixos? O documentário nacional “Cigarro do Crime” irá mostrar tudo o que há por trás desta grande indústria do contrabando. Gravado no Brasil e no Paraguai, o documentário conta com depoimentos dos contrabandistas, perseguições policiais, conversas com os consumidores e muito mais. Alguma cenas são tão inacreditáveis que parecem até ficção.

Para afugentar os policiais, os contrabandistas pilotam veículos a mais de 250 km/h em estradas inóspitas, soltam fumaça pela pista e pregos no asfalto. São os chamados “cavalos doidos”, alcunha conferida pela polícia para esses carros, cheios de chips e dispositivos que possibilitam toda esta velocidade. “É muito maluco, parece coisa de filme, de desenho animado”, diz Debora Lopes, jornalista que apresenta o documentário.

| The Handmaid´s Tale | Estreia no Brasil a terceira temporada

Não é apenas nas estradas que os contrabandistas mostram sua ousadia e colocam em risco a vida da populção. O transporte dos cigarros do crime também é feito pelos rios, na alta madrugada, quando a polícia precisa usar óculos com visão noturna para identificar os barcos tunados que incansavelmente vão de margem a margem na fronteira hídrica entre o Brasil e o Paraguai.

Muitas das pessoas que fazem parte dessa engrenagem criminosa se veem como meros comerciantes. “Cada carro que eu trazia com a carga dava uma grana boa. Tirava dois mil, dois mil reias e meio... Claro que não me sinto criminosa. Eu tô pagando [pela carga], não tô roubando de ninguém”, relata, com bastante tranquilidade, uma das atravessadoras.



Após desvendar como se dá a travessia da carga ilegal, a jornalista percorre ainda universos que envolvem violência, prisões, mortes e lavagem de dinheiro. Tudo para entender cada etapa do contrabando de cigarros para o Brasil. Com gravações em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Foz do Iguaçu (PR), Assunción e Ciudad del Este (Paraguai), o roteiro faz uma viagem pelo ciclo do contrabando de cigarros.

O filme, está disponnível a partir de hoje (14) gratuitamente na internet no site da Vice Brasil, e conta com a direção de João Wainer, fotojornalista investigativo que mergulha fundo em temas complexos e que permeiam a sociedade brasileira. O documentário é uma produção da Vice Brasil para o Fórum Nacional Contra a Pirataria e Ilegalidade (FNCP) e, apresenta um percurso bastante didático sobre a entrada do cigarro ilegal no Brasil e como ele alimenta o crime organizado e faz com que todos nós sejamos impactados com essa prática.


CLIQUE PARA ASSISTIR