Espírito Perdido - Autor Brasileiro ganha 2 prêmios internacionais.

Comemorando um ano do lançamento do primeiro livro de fantasia do escritor brasileiro P.J. Maia, ESPÍRITO PERDIDO (The Missing Spirit), a obra acaba de conquistar o prêmio de “Melhor Livro de Fantasia” no Independent Press Award, em Nova York, uma competição julgada por experts de diversas áreas da indústria literária, incluindo editoras, autores, revisores, diretores de arte e redatores profissionais. Os vencedores de cada categoria são escolhidos a partir de quesitos de excelência no geral.

| Godfather of Harlem | Série chega ao FOX Premium 1

Neste ano tivemos uma quantidade extensa de inscrições e encontramos obras excelentes, todas publicadas de forma independente. Foi muito satisfatório perceber que autores independentes estão prosperando mundo afora.” comenta Gabrielle Olczak, uma das patrocinadoras da premiação.

Espírito Perdido - Autor Brasileiro ganha 2 prêmios internacionais.

Este não é o primeiro prêmio conquistado pela obra. Em março deste ano, o livro ESPÍRITO PERDIDO conquistou o “Red Ribbon”, prêmio de Escolha dos Leitores no Wishing Shelf Awards, premiação sediada em Londres e voltada para o público juvenil, onde os títulos são avaliados por grupos de jovens leitores no Reino Unido e na Suécia.

Foi uma surpresa muito bacana. Você passa tanto tempo sozinho criando e escrevendo uma história que, depois que ela vai a público, dá muita vontade de ter todo e qualquer tipo de resposta. Até o momento meu único termômetro eram os recados de leitores no Instagram e em plataformas de livros, então essas premiações sem dúvida trazem um ânimo extra para continuar trabalhando na continuação da história.” conta entusiasmado o autor P.J. Maia.

Decidido a disputar espaço no mercado global de literatura fantástica de forma independente, o jovem autor brasileiro parece estar dando os primeiros passos na direção certa. O segundo livro da saga já entrou em produção, principalmente, nestes tempos de quarentena, em que todos estão confinados, o autor pretende de forma criativa dar sequencia ao seu trabalho tão bem recebido pelo público e crítica.